Biblioteca Comum

Sobre o projeto

Enquadramento

A criação de uma plataforma nacional de informação bibliográfica das Bibliotecas das Instituições de Investigação e Ensino Superior, disponível em acesso livre para todos os cidadãos, representa uma ação fundamental para o conhecimento e promoção das coleções bibliográficas existentes em Portugal, permitindo a otimização e racionalização de recursos e serviços.

Este serviço agregador do conteúdo bibliográfico dos catálogos das Instituições do sistema científico e de Ensino Superior, funcionará como um ponto único de pesquisa bibliográfica, vocacionado preferencialmente para as comunidades científica e académica, permitirá a recuperação da informação, o acesso e a pesquisa de recursos informacionais. A implementação desta plataforma viabiliza serviços de âmbito nacional entre instituições, contribuindo para uma gestão mais sustentada dos recursos bibliográficos e potenciando o acesso ao conhecimento e informação científica.

Objetivos

Criar o serviço nacional agregador dos recursos bibliográficos das Instituições de Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia.
Facilitar o acesso, o conhecimento e partilha racional de recursos bibliográficos pelas comunidades académicas e de Ciência e Tecnologia.
Contribuir para a melhoria dos padrões de interoperabilidade dos sistemas de catálogo das Bibliotecas Ensino Superior e de Ciência e Tecnologia.

Problema a resolver

Colmatar a inexistência de um ponto único de pesquisa de informação bibliográfica das Instituições de Investigação e Ensino Superior.

Parceiros

O projeto é realizado em parceria pela Universidade do Minho (coordenação), Universidade do Porto e Universidade de Aveiro.

Financiamento

O projeto resulta de uma candidatura apresentada no âmbito do Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) da Agência para a Modernização Administrativa (AMA). É cofinanciado pelo Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) do Portugal 2020 e pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Voltar ao topo